quarta-feira, 21 de maio de 2008

O dia da defesa Nacional



“O Dia da Defesa Nacional, cuja participação constitui um dever militar, tem como objectivo sensibilizar os jovens para a temática da Defesa Nacional e divulgar o papel das Forças Armadas.”

Para nós jovens, que a quando da completação dos 18 anos de idade, temos um “dever militar e de cidadania” a cumprir…mas o que realmente o dia da defesa nacional representa? Não será apenas mais um dia onde a propaganda nacionalista, patriótica e militar pretende aliciar os jovens a “defender” a pátria sem olhar a meios, e com a própria vida se for preciso? Não deveríamos ser nós, jovens, a escolher o caminho que queremos seguir, sem ser obrigados a comparecer neste, ou qualquer outro tipo de dia para propaganda? Não deveríamos ter a oportunidade de escolha, ser queremos saber mais acerca desta temática ou não?

Neste dia, são transmitidos aos jovens os valores da pátria, como devemos amar o nosso país e quando ele é grandioso quando colabora com os “senhores imperialistas” apoiando as suas estúpidas guerras. Para nós, as fronteiras são apenas mais uma forma de criar prisões, de manter “o rebanho dentro da propriedade”, e mais umas “pedras no caminho” para o diálogo mútuo entre culturas, e entre todos os povos. Porque razão temos de ser submetidos a lavagens cerebrais, sobre temáticas que abominamos e somos totalmente contra?

Mas falando do próprio dia da defesa nacional, alguns dos comentários proferidos são de carácter totalmente nacionalistas, sexista e imperialista, como por exemplo “Esta arma foi-nos muito útil naquelas ferias (estando o comandante a referir-se à guerra colonial, onde milhares de pessoas perderam a vida) lá em baixo em Africa, porque matou muita gente” ou ainda “quem quer ser homem vem para as forças armadas pegar em armas e defender o país!”.
De referir que quem não comparecer neste suposto dever tem de pagar uma multa entre os 249,40 € e os 1247€ e que algumas empresas portuguesas pedem o cartão militar que nos é distribuído no fim do dia de comparência no quartel, mais uma das muitas exigências discriminatórias existentes neste sistema.

Luta contra esta forma de separatismo, e faz-te ouvir!

5 comentários:

Contra o Capital disse...

Boas pessoal,

Há alguma maneira de entrar em contacto convosco?

Para actividades futuras

Respondam para o mais do Contra o Capital.

Saúde e Anarquia (A)

ravachol jr disse...

Podem adicionar o link do "a greve" ao vosso blog?
Saudações

Death disse...

boa iniciativa! apesar de sser da amadora desconhecia completamente.
há algum modo de entrar em contacto?
forç(A)!

Núcleo Estudantil Libertário da Amadora disse...

Hey! Claro, tens o nosso mail, para onde nos podes contactar!
nel-a@live.com.pt

Saúde (A)

João Fernandes disse...

hey, parabens pelo blog e pelo grupo.

saudações do norte pessoal.

saude (A)